Sintraspug - Cada vez mais forte! 

UNIMED - RESPOSTA AO OFICIO Nº 65/2018

AO

SINDICATO DOS TRABALHADORES NO SERVIÇO PÚBLICO DE GASPAR.

 

Prezada Lucimara Rozanski Silva,

Bom dia!

Assunto: Resposta ao Oficio nº65/2018 datado em 19 de julho de 2018.

 

Informamos que, apresentamos para análise de nosso Comitê de Sinistralidade e Diretoria, vossas ponderações bem como a solicitação de reavaliação do percentual de reajuste, os quais analisaram com a devida atenção que o caso requer e após longa e calorosa discussão chegaram a um consenso.

Compreendemos vossa preocupação que também passa a ser nossa, porquanto estamos trabalhando para manter junto aos nossos contratantes uma parceria longeva, mas que seja saudável para ambas as empresas. Assim, pelo presente nos permitimos tecer breves comentários, onde buscamos lastrear a proposta em números e informações e não uma decisão de percentual empírica, como segue:

  • Cumpre informar que, na composição do percentual de reajuste do contrato 026.4395 de 42,26% estão contemplados o reajuste por sinistralidade na ordem de 35,32% (proporção entre as despesas assistenciais e as receitas do plano), e 6,94% de reajuste inflacionário. Já o contrato 026.4396 contempla a sinistralidade de 76,07% e a inflação de 6,94%, apresentando o reajuste de 83,01%, mesmo diante do cenário apresentado a Unimed Blumenau delibera por apresentar o reajuste na ordem de 69%. (Vide página 3 dos extratos apresentado de cada contrato);

 

  • No cenário da sinistralidade dos contratos, entre outros casos, destacamos casos crônicos (não pontuais) os quais estão realizando procedimentos de alto custo, cujos beneficiários permanecem em tratamento. Compreendemos vossas ponderações referentes a utilização dos beneficiários, porém, cabe lembrar que esta utilização gerou impacto na sinistralidade causando um desequilíbrio financeiro no contrato, o qual não podemos deixar de considerar.

 

  • O reajuste dos contratos, como já informado, é baseado na sinistralidade alvo e na real apresentada no período de análise (últimos 12 meses). Assim, os índices de reajustes salariais não interferem nos reajustes de planos de saúde. Se assim, fosse, a Unimed teria dificuldade ainda maior, haja vista, termos em nossa carteira de clientes, empresas dos mais diversos ramos de atividades, cujas categorias têm percentuais diferentes entre si;

 

  • Destacamos ainda, a permanência da necessidade de os contratos apresentarem uma faixa reserva, que possa fazer frente as futuras intercorrências, que um contrato com este número de beneficiários trás;

 

Diante do acima exposto, e mediante a análise do Comitê de Sinistralidade e Diretoria, estamos impossibilitados em atender o pleito do SINTRASPUG, uma vez que para esta reavaliação não podemos desconsiderar o alto índice de sinistralidade apurado no período. Sendo assim, a Unimed Blumenau se posiciona, mantendo a proposta apresentada através do extrato do reajuste, para o período ora analisado.

Continuamos a sua disposição para eventuais outros esclarecimentos julgados necessários.

Atenciosamente.

 

Unimed Blumenau
Vivian Noering
Gestora de Relacionamento com o Mercado

 

Veja a lista completa